" A Colectividade Laica Equitativa" : FUNDAÇÕES : os seus modelos !

 

     A 
      C olectividade 
        L aica 
          E quitativa



"Fundações"


Um modelo social alternativo 


Para o que fazer ?


Que são Fundações


E que são assim os modelos atuais ?


O MODELO FILOSÓFICO !


Ele inclui todos os domínios do pensamento especulativo. Ele estabelece disciplinas autônomas nos vários setores do conhecimento. 


Ele está à origem de todos os modelos da organização da Sociedade Humana. Seria possível como também ele assim mostra os limites dele. 


O MODELO POLÍTICO ! 


É a organização do Power de Estados, enquanto estabelecendo a soberania de Países assim no Território deles. 


Ele determina a ideologia e o conceito de Nação, sem os justificar completamente. 


A fundação da Sociedade estabelecida neste modelo é sujeitada à influência das doutrinas que o determinaram e para o Power dos grupos que o estabeleceram. É que nós chamamos :

Democracia, 

Totalitarismo, 

Nacionalismo, 

Capitalismo, 

Socialismo, 

Comunismo, 

com todas suas imperfeições. 


O MODELO RELIGIOSO !


Ele teria se aparecido da pré-história e teria posto as fundações para uma vida do grupo entre os indivíduos, criando uma comunidade que lentamente elaborou assim, durante o millenniums, os Ritos dele, as alfândegas dele, os Códigos dele, os mitos dele e o dogmae dele. Estas Comunidades estão à origem do politeísmo, uns precursores infelizes da corrente, monoteísmos rarefeitos, ambiciosos e influentes. 


Algumas destas comunidades ficaram institucionais. Eles influenciam as orientações da Sociedade humana e fre qüentemente eles o organizam.



Quatro religiões importantes que às vezes se agrupam muitos seguidores permanecem, eles são: 

     O Cristianismo : 1,7 bilhões 

     O Islã :               1 bilhão 

     O Budismo :         350 milhões 

     O Judaísmo :         15 milhões 


a influência compartilhada de qual não está em rela ção  direta com o número de seguidores; 

 

O deles às vezes orientações diferentes, até mesmo oposto, esteja por baixo de a ação de um número grande de Sociedades humanas que os deram boas-vindas ou a quem nós os impusemos. 


É uma pergunta, em realidade de um sistema de fés e práticas, baseado em a relação para um ser supremo com freqüentemente uma referência para uma ligação entre um mundo Físico e um mundo Espiritual. 


O MODELO ECONÔMICO !  


Paradoxalmente, o modelo econômico é retransmitindo em Valores Subjetivos. Os padrões dele podem ser independentes enquanto sendo dependente em variáveis Cíclicas, Sociais, Técnicas, Geográficas e Meteorológicas. 


Assim as previsões deles são sujeitadas a várias mudanças nas quais eles são associados e com as interdependências deles. A complexidade extrema destes padrões pode terminar em erros e na distribuição deles, explica o que que as previsões macroeconômicas também são fortuitas e imprevisível, em resumo, média ou a longo prazo, apesar da eficiência, na  zero vez, de avaliações estatísticas e analíticas. 


O dinamismo econômico é dependente em recursos, despesas de exploração e a competição, mas acima de tudo sofre da existência de monopólios.


O MODELO CIENTÍFICO : Primeiro parte


A INCOERÊNCIA DELE ! 


A ciência retém para realidade que o que ela pode modelar e verificar. É não obstante relatórios coerentes, confirmado por experiências, enquanto permitindo identificar as Leis e os princípios Essenciais (quem assim as condições pode ser lamentavelmente às vezes ambíguo). Mas ela não é Exaustiva, ela continua Olhando. 


Não é um modelo de referência social ! Ela não tem nenhuma autonomia. A função dele é dependente em  escolhas determinadas pelas Autoridades ou os grupos de interesses que o usam. 


Não obstante, o modelo dele de Sistematização do conhecimento e a Organização, é mais velho que o dos outros modelos. Ele estava lá, do mesmo começo da humanidade e o local dele entre os outros espécies. 

 

Ele constantemente estabelece teorias que ele se esforça para conectar entre eles então, achar uma explicação Racional entre a Origem Humana e a relação dele com o Universo do infinitamente grande no infinitésimo e mutuamente. 


Porém, a tarefa dele é exponencial e acreditavelmente, também infinito. O só um, a interdependência do interdisciplinaridade pode ficar aceitável. 


Porém, a pesquisa básica dele parece mais acreditável que as fés dogmáticas, aceitas indiscutivelmente, até lá ! Seria aconselhável estabelecer um Power do conhecimento, apesar dos valores fortuitos relativo às predições de suas teorias, não confirmables no momento, se elas não são especulações. 


O MODELO CIENTÍFICO : Ajuda parte


A RAÇA HUMANA

 

É o mesmo para a evolução dos Espécies. A organização do mundo vivo, em nosso Planeta, é estabelecida em uma continuidade na organização mais simples até o mais complexo, na seleção natural pelos mecanismos do ambiente e a adaptabilidade, com todas as empanadas metabólicas apropriadas. Ele é, não obstante uma previsão a ser considerada, é o um, muito próximo, na Escala Universal, da extinção da raça humana, mas não só que ela



PORQUE A RAÇA HUMANA 

É UMA VARIEDADE ANIMAL 

PRECÁRIA

 




























 

Em francês :
  La
  C ollectivité
    L aïque
      E quitable
La Cle PNG.png

 

Uma colectividade de trocas
Uma organização independente
Uma rede de solidariedade colectiva

 

"A Carta" 
coordena 
a assembléia 
da "Chave"
La Clé
Special 2.png

1
 

 
2
 

3

 

As fontes da vida : 


Moléculas de prébiotiques, (resultados das moléculas inertas) 


Variedades diversas de vírus



Espécies dos Evoluíram, vegetales e animais

 



A evolução da raça humana teria se tornado realidade de um destas três filiais genealógicas do vivo.


Ela se torna uma realidade por um ramo, entre o outro animal e espécies vegetais (no detalhe desta representação). 

A existência dele, expansionista que poderia estar em tempo pedido emprestado é ligado à continuidade dos outros espécies. A ação dela no ambiente pôde entrainer uma fratura na cadeia evolutiva a conseqüência de qual seria uma fratura da cadeia alimentícia ! 


Repercussões poderiam ser uma reação de cadeia inverificável com extinções de espécies em cachoeira e seu corolário a extinção da raça humana ! 


OS RECURSOS ECONÔMICOS :  Primeiro parte

 

UMA DISTRIBUIÇÃO SEM EQUIDADE


POR UM PODER CENTRAL AS ESTRUCTURAS


  Filosófica, política, religiosa, econômica, 

informativa, médica, educacional, Militar


 

INTERESSANDO

UM POUCO MAIS DE 60 MILHÃO CIDADÃOS NA FRANÇA

(por exemplo)


A DISTRIBUIÇÃO DOS RECURSOS? 


A distribuição atual da riqueza e dos recursos econômicos percebida pela atividade humana não é justa, seu hypergeometrical de ser de estrutura dele. Significa que ela é do tipo exponencial inverso com respeito ao número de indivíduos e os recursos de cada. Assim, o mais os aumentos de riqueza, o mais a porcentagem de Pessoas para beneficiar disto diminui. 


De acordo com as últimas estatísticas, 0,2%  da população divide a parte principal da riqueza produzida, com um 10% sistema de cota  que se concede 46% dos lucros. Por isso, 50% da população, o mais baixo economicamente, possui só 7% de toda a riqueza. 


Como resultado, por conseguinte , só 15% da provisão de dinheiro, no momento criou, é usado para as trocas diárias entre as pessoas. O resto que é 85% é imobilizado em capital bloqueado. 


OS RECURSOS ECONÔMICOS :  Ajuda parte

 

UMA DISTRIBUIÇÃO TAMB È M SEM EQUIDADE


A ORDEM SOCIAL ATUAL ?


Além, a ordem social atual, é estabelecido nos monopólios econômicos. O destino, a sorte onde especialmente a adversidade coloca as Pessoas normalmente em situações de vida desproporcionada com a lógica das  Sociedades  Humanas organizada. O "Monopólio" demonstra mecanismos de um modo brincalhão, enquanto a vida em nossa Sociedade não é um jogo.


 Realmente, a organização social não é concebida para tratar as situações particulares. Em um dos extrema do modelo ou no outro, nós não sabemos administrar o que é fora de comum .


é evidente que a riqueza é mais fácil administrar que a precariedade que as formas múltiplas, faz o menos afortunado mais vulnerável ainda, desenvolvendo uma pobreza social e econômica que parece mais inquietante. 


Por que implementar um novo modelo social ?


ISSO QUE A COMUNIDADE LAICA JUSTA ? 


UMA REDE DE AJUDA MÚTUA E DE SOLIDARIEDADE! 


O QUE PODE SER SEU PAPEL?


Tem para ambição para ajudar em construire um modelo social alternativo e complementar sem não levar em conta nenhum a riqueza individual e sem usar a moeda corrente para fazer Trocas das bens e de Serviços, entre as Pessoas.


 Está nestes bases, de uma estrutura ser percebido, que cada pode fazer a contribuição dele assim para organizar o grupo. 

© 2011 A Colectividade Laica Equitativa - 83136 GAREOULT |  E mail : pcgportugal83@gmail.com
 
 
ce site a été créé sur www.quomodo.com